Fóssil de leopardo com 2 milhões de anos encontrado em Porto de Mós
2009-05-13

Fóssil vai ser entregue ao Museu Geológico
Um fóssil de Leopardo com dois milhões de anos foi descoberto em Porto de Mós, mais precisamente no Algar da Manga Larga, no Planalto de Santo António. O achado vai ser entregue no próximo dia 21 de Maio ao Museu Geológico.
Um estudo posterior do crânio e de outros ossos, elaborado pela Associação de Estudos Subterrâneos e Defeso do Ambiente, revelou que se trata de um exemplar de grande felídeo, “presumivelmente” um leopardo.

A sua comparação com exemplares atuais e do Plistocénico europeu permitiu evidenciar diversas características particulares, relativamente à morfologia do crânio.
Considerado em “excelente estado de conservação” e sendo “o mais completo dos restos desta espécie” até agora recolhidos em território português e “um dos mais significativos do Plistocénico europeu”, o fóssil vai ficar exposto permanentemente no Museu Geológico.
Segundo o diretor do Museu Geológico a coleção de Paleontologia, iniciada há mais de 150 anos, é “seguramente a maior do país” e dá uma “enorme importância” ao exemplar deste felídeo.
A apresentação pública, pelos professores João Luís Cardoso e Frederico Regala, vai acontecer no dia 21 de Maio de 2009, pelas 17h00, no Museu Geológico.

Anúncios